quinta-feira, 9 de abril de 2020

QUINTA-FEIRA SANTA.


Jesus Lava os Pés dos Discípulos.
João 13, 1-11
1Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora de passar deste mundo ao Pai, como amasse os seus que estavam no mundo, até o extremo os amou.
2Durante a ceia, - quando o demônio já tinha lançado no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de traí-lo -, 3sabendo Jesus que o Pai tudo lhe dera nas mãos, e que saíra de Deus e para Deus voltava, 4levantou-se da mesa, depôs as suas vestes e, pegando duma toalha, cingiu-se com ela. 5Em seguida, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha com que estava cingido. 6Chegou a Simão Pedro. Mas Pedro lhe disse: Senhor, queres lavar-me os pés!... 7Respondeu-lhe Jesus: O que faço não compreendes agora, mas compreendê-lo-ás em breve. 8Disse-lhe Pedro: Jamais me lavarás os pés!... Respondeu-lhe Jesus: Se eu não tos lavar, não terás parte comigo. 9Exclamou então Simão Pedro: Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça. 10Disse-lhe Jesus: Aquele que tomou banho não tem necessidade de lavar-se,  está inteiramente puro. Ora, vós estais puros, mas nem todos!... 11Pois sabia quem o havia de trair, por isso, disse: Nem todos estais puros.

Jesus institui e Eucaristia 
Mateus 26,26-29
26Durante a refeição, Jesus tomou o pão, benzeu-o, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai e comei, isto é meu corpo. 27Tomou depois o cálice, rendeu graças e deu-lho, dizendo: Bebei dele todos, 28porque isto é meu sangue, o sangue da Nova Aliança, derramado por muitos homens em remissão dos pecados. 29Digo-vos: doravante não beberei mais desse fruto da vinha até o dia em que o beberei de novo convosco no Reino de meu Pai.